12º Festival de cultura e gastronomia Praia do Forte e Litoral Norte . BA 30/11 a 10/12
TemperoNoForte

O Festival

Tempero no Forte – 12º Festival de Cultura e Gastronomia de Praia do Forte e Litoral Norte – BA

Uma vez por ano, há onze anos, Praia do Forte, uma Vila charmosa do Litoral Norte da Bahia, fica ainda mais convidativa. Chefs de todo o Brasil chegam até o local e promovem um verdadeiro festival de sabores para turistas, visitantes e comunidade.

Com a curadoria da Chef Tereza Paim, e a organização e produção da 2D Projetos Culturais e Eventos, a décima segunda edição do Festival acontece de 30/11 a 10/12, com a presença de chefs, aulas na Cozinha Show, artesanato, música e  muita diversão.

Crescemos juntos com o empreendedorismo e a certeza de poder encantar os clientes com as sugestões de pratos inovadores que até hoje estão nos cardápios de muitos restaurantes da região. Com isso, conquistamos a credibilidade do Projeto e chegamos até aqui sempre pensando em fortalecer cada vez mais essa parceria cheia de valor.

Citado em uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Ministério do Turismo, como uma das 3 principais atrações turísticas da região, junto com o São João e Réveillon, o Festival Tempero no Forte atrai pessoas das mais diferentes localidades e encanta pela oferta de sabores e atrações culturais.

No período de 11 anos, acompanhamos toda evolução da gastronomia de Praia do Forte. Conquistamos parceiros incríveis que ajudam a realizar, todos os anos, esse evento tão importante para a região. São Marcas, Pessoas e Instituições que acreditaram, como o governo federal, através da Lei de Incentivo Rouanet e o estadual, através do FAZCULTURA e da Secretaria de Turismo. Destacamos também a Prefeitura de Mata de São João que fez acontecer a primeira edição junto com Tereza Paim e continua apoiando até hoje. Muito Obrigado CIELO, ADEGA/TIO SAM, ao HIPERIDEAL TURISFORTE, SEBRAE, SENAC, CLN/INVEPAR, VENTUROLLI. Agradecemos também aos Restaurantes, Pousadas e à Comunidade. Obrigado por acreditar!

Um produto cultural e turístico como o TEMPERO no FORTE precisa expandir e beneficiar todo o entorno. E assim, desde 2015, o Festival alcançou outras localidades do Litoral Norte como Arembepe, Jacuípe, Itacimirim, Açuzinho, Diogo e Porto de Sauipe. Hoje, são mais de 30 restaurantes e pousadas participantes no Festival todos os anos, oferecendo o que há de melhor da nossa culinária para turistas e visitantes do Brasil e do mundo.

 Com todo esse crescimento, nesse  ano  de  2017, o Festival apresentou uma grande novidade:  ultrapassou   a Linha Verde, chegando a Salvador com o título de Tempero Bahia, que foi realizado em setembro em 25 restaurantes e  no  Passeio Público trazendo grandes novidades, e a parceria com a Associação  Nacional da Boa Lembrança. Agora são 2 edições anuais do TEMPERO: Praia do Forte e Salvador.

GASTRONOMIA
 

Os Temas

A cada ano, um ingrediente é escolhido para ser homenageado pelos mestres da culinária. Nestes onze anos já homenageamos o filé, a farinha, o dendê, o côco, a pimenta (2010 e 2015), a cachaça, os peixes regionais, as carnes regionais, os frutos do mar, a Mandioca  e nesse ano, Frutas Tropicais.

 

CHEF RECEBE

Os Chefs

Chef Recebe é o Festival nos Restaurantes, com Chefs de todo o Brasil e Cozinheiros e Chefs locais, que criam pratos exclusivos para o evento. São muitos os amigos conquistados ao longo destes 11 anos. Os donos da cozinha certamente, são as grandes estrelas, e foram muitas as que passaram por aqui. Alguns deles participaram desde as primeiras edições como a Chef Morena Leite (SP/BA), Isaías Neries (BA/RJ) e Monica Rangel (MG/RJ). Outros gostaram tanto que já reservam espaço na agenda  para o Tempero.

Foram muitos os Chefs que já passaram por aqui e compartilharam seus saberes e sabores com os cozinheiros locais, comunidade e turistas nacionais e internacionais, valorizando a gastronomia brasileira e agregando valor à experiência no destino.

O Tempero no Forte agradece a Alessander Guerra, Alessandro Barão, Ana Bueno, Ana Soares, André  Boccato, André Generoso, Carlos Ribeiro, Cesar Santos, Conceição Neroni,  Covadonga Anton, Dalton Rangel, Dani Padalino, Diego Lozano, Don Frabrízio, Duca Lapenda, Elismar Anselmo, Flávia Quaresma, Flávia Sampaio, Guga Rocha, Heiko Grabole, Itamar Sinigaglia, Ivan Achcar, Ivo Faria, Joca Pontes, Jon Karla de La Fuente, Jonatas Moreira, José Rubens Guedes, Juarez Campos, Marc Le Dantec, Marcia Pinchemel, Marcio Moreira, Nelo Linguanoto, Otávia Somavilla, Paquito, Paula Labaki, Paulo Braga, Paulo Gáudio, Paulo Martins, Paulo Pinho, Pepita Carvalho, Rafael Cardoso, Rafael Sessenta, Rafael Spencer, Rafaela Louzada e Felipe Rameh, Raphael Despirite, Ricardo Ferraz, Richard Fehlberg, Sady, San Casales, Tânia Bastos, Thiago Castanho, Victor Vasconcelos, Viko Tangoda, Vinícius Figueira, Vinícius Pena, Walgra Mello, Wanderson Medeiros, Willian Chen Yen e muitos outros!

Os Pratos

A cada ano, vemos as criações dos Chefs ganharem vida e entrarem para a história do Festival, virando legado nos cardápios. Ao construir uma ideia tendo como missão homenagear um ingrediente, o Chef expressa, na forma de um prato montado, a sua percepção e relação com o tema. E o que era para ser uma homenagem, passa a ser uma troca de conhecimentos, de mistura de temperos, que deixa como legado a receita do sabor único de cada criação.


Livros Lançados No Festival

O Tempero no Forte, também promoveu os lançamentos de livros dos nossos Chefs. “O Pão da Paz” de Paulo Braga, “Sex in the Kitchen”, de Alessander Guerra (Cuecas na Cozinha), “Doce Brasil Bem Bolado” de Otávia Somavilla em parceria com Morena Leite, “Pimenta e suas  receitas”, de Nelo Linguanoto, Guga Rocha com “ Receitas pra pegar mulher” e outros tantos que deixaram o nosso Festival ainda mais badalado.

A Casa de Farinha. Um Legado do Festival

Construída a partir da iniciativa da Chef Tereza Paim e do aproveitamento de materiais de um stand da empresa parceira Venturoli, todo feito em eucalipto, a Casa de Farinha, além de possibilitar que famílias da comunidade produzam derivados da farinha de mandioca “ao vivo” no local, virou um equipamento turístico de Praia do Forte, com a coordenação da Prefeitura de Mata de São João. Toda renda gerada é revertida para a própria comunidade criando um ciclo sustentável para o local.


O Festival Comunidade

Antes mesmo de começar o Festival, os empresários locais e funcionários dos estabelecimentos, participam de capacitações e treinamentos específicos sobre empreendedorismo e gestão, gastronomia e atendimento ao cliente. Uma parceria com o SENAC e o SEBRAE contribui para que todos os envolvidos possam trocar experiências, conhecer o que há de novo no mercado e se aperfeiçoarem para oferecerem os melhores serviços.

Nestes últimos onze anos, foram mais de 800 pessoas capacitadas.

Eventos Paralelos

Além do Chef Recebe, são realizados almoços e jantares especiais em alguns dos restaurantes, resorts e pousadas participantes do Tempero no Forte.

Com a participação de três chefs por evento, os encontros são verdadeiras experiências gastronômicas e oportunidades de network..

Entre os eventos imperdíveis que estão na nossa programação temos o “Almoço do Mar” com Aula Show, no restaurante da Pousada Porto da Lua, o “Jantar dos Corais”, no Restaurante Vila Gourmet do Hotel Via dos Corais, e o “Tempero no Tivoli”, no Restaurante Sombra do Coqueiral dentro do resort, que abre ao público, exclusivamente durante o Tempero.

Cozinha Show

Em uma cozinha profissional montada no meio da Vila de Praia do Forte e aberta ao público, os Chefs convidados ministram aulas sobre gastronomia brasileira e mostram, ao vivo, os segredos da culinária com todos os detalhes. Ao final, a melhor parte, degustar tudo que foi criado.

Aproveitamento dos alimentos, a utilização do azeite, aulas para crianças, decoração de bolos temáticos e o melhor da gastronomia brasileira fizeram da Cozinha Show uma das atrações mais concorridas do evento. Mais de 1500 aulas já foram ministradas por chefs e convidados nestes 11 anos de Tempero no Forte.

ARTE E CULTURA

Aprovado pelas Leis de Incentivo federal e estadual, Rouanet e Fazcultura, a parte cultural do Festival se juntou ao Festival Gastronomia, em 2008. A união da cultura, do turismo e da gastronomia foi fundamental para o desenvolvimento da economia criativa da comunidade local e preservação dos costumes e tradições, valorizando os talentos da região.

Três atrações principais ,fazem parte desta história:

Arte com Tempero

Com a curadoria da artista plástica Daniela Steele e do fotógrafo Marcos Claussen, o Arte com Tempero trouxe para o Festival um toque especial ao homenagear o ingrediente do ano. Telas, fotografias e instalações fazem parte da história do Festival. Entre as obras mais marcantes estão a instalação “O dendê e o forte” de Daniela Steele e Tércia Marques que utilizaram o dendê nas variadas  apresentações para montar a instalação. Uma outra obra inesquecível, foi a instalação com mais de 100 pássaros feitos com coco, montada por um artesão local, no pórtico de entrada do evento. Mais de 70 artistas plásticos e fotógrafos fizeram parte desta verdadeira galeria a céu aberto.

Mercado Cultural do Forte

Para valorizar o nosso artesanato, nossos produtos locais e beneficiar a comunidade, mais de 6 associações de artesanato, além de artistas e artesãos independentes de Salvador e região, participam do Mercado do Forte, gratuitamente, e comercializam seus produtos, durante o evento. Arte em cerâmica, vidro, palha, coco e tecidos se transformam em bolsas, roupas, quadros, bijuterias, enfeites para casa, luminárias, entre outros, apresentando o que há de mais genuíno na nossa arte, para os visitantes do Festival.

Mais de 250 artesãos já participaram do evento ao longo destes 11 anos. O agronegócio local também marca presença no Mercado do Forte, desde 2012, por meio da participação do Projeto Floresta Sustentável e produtores locais, que contempla comunidades do Litoral Norte da Bahia, e tem como objetivo restaurar áreas degradadas de mata atlântica, fomentando atividades de geração de renda compatíveis com a conservação ambiental.

Música e Cultura com Tempero

Música regional, capoeira, cortejo e samba de roda. Vale tudo por aqui pra trazer as raízes culturais desta Vila de pescadores. Desde que surgiu e começou a contratar os grupos culturais locais, o Festival deu visibilidade às tradições da região. Valorizou a arte local e as manifestações culturais destes grupos, além de trazer artistas nacionais para comemorar com a gente o sucesso do evento. Em 2010, o cantor e compositor João Bosco Leo Gandelman, Targino Gondim e  vários artistas locais trouxeram para a Praia do Forte, música de qualidade e  shows inesquecíveis abertos ao público. Desde 2015, por meio da Rouanet, a música instrumental tem lugar de destaque.

11 anos de Tempero no Forte – Comida, cultura, diversão e arte, numa das Vilas mais charmosas do Brasil. Irresistível!

Tempero no Forte
Patrocínio
Hiperideal
Hiperideal
Adega Tio Sam
Adega Tio Sam
Secretarias do Estado da Bahia
Secretarias do Estado da Bahia
Apoio
Turis Forte
Turis Forte
Senac
Senac
Sebrae
Sebrae
Eisenbahn
Eisenbahn
Secult Mata de São João
Secult Mata de São João
CM Venturoli
CM Venturoli
Tivoli Ecoresort
Tivoli Ecoresort
CLN
CLN
Apoio Institucional
Central Forte de Negócios
Central Forte de Negócios
Abrasel
Abrasel
Curadoria e Produção Geral
Tereza Paim
Tereza Paim
2D Marketing Promocional
2D Marketing Promocional
Quer mais informações? Fale Conosco!
Edições Anteriores 2013 2014 2015 2016
Tempero no Forte
2017. Tempero no Forte. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital